Blog do Tenchini

Meu primeiro texto por aqui

Meus amigos internautas, meu nome é Adriana Tenchini. Sou gastrónoma e publicitária e, a pedido de Nelson Tenchini, passarei a compor o quadro de colunistas deste site. Hoje como primeiro post quero me apresentar.

Sou mineira com descendência Italiana por parte da minha avó materna, Cecília Azalin. Minha avó morava junto com meus pais e minhas irmãs desde que eu nasci até seu desencarne, com 80 anos. Era ela que cozinhava em casa. Sempre com sua culinária deliciosa, onde mesclava entre os quitutes mineiros e a delícias da Itália. Dentre os milhares de pratos que ela fazia, alguns me marcaram mais, como: bolinho de chuva, arroz doce, bala delícia, polenta com molho de carne moída, espaguete à bolonhesa, nhoque e não posso esquecer do suco de vinho que acompanhava as refeições. Como uma perfeita italiana, o vinho fazia parte do cardápio diário e para as crianças, ele era diluído em água e adicionado açúcar. Quando era adolescente não cozinhava muito. Minha avó sempre gostava de fazer as coisas sozinha, mas em certos pratos ela nos deixava ajudar. Como por exemplo o nhoque, que era enrolado e cortado um por um na mesa de mármore da cozinha. Esta parte era feito por mim e minhas duas irmãs. Outro prato que gostávamos de participar era a confecção de balas delícia. Ela ficava com um pedaço maior e dava pequenos pedaços nas nossas mãos e tínhamos que manipular rápido. Para nós era uma festa e no final nem todas conseguia fazer, ela açucarava. Era uma disputa de quem conseguiria fazer certo, entre muitos risos e brigas. 

Minha avó se foi e logo em seguida, me casei (ainda muito jovem). Cheguei a fazer um curso de culinária, mas grande parte do que sabia na época foi aprendido com ela. Durante muitos anos da minha vida, não trabalhei fora, era dona de casa e mãe. Não gostava muito da rotina da cozinha do dia-a-dia. Apreciava mais os cardápios diferentes e, nesse sentido, sempre procurei aprender novidades, fazendo vários cursinhos rápidos. Em casa sempre recebíamos os amigos para uma feijoada, um churrasco, uma bacalhoada, entre outros pratos que adorava fazer e amava receber elogios, que sempre viam.

Em 2009, com minhas filhas criadas e seguindo o rumo da vida delas, senti uma necessidade de novos projetos para minha vida. Sendo assim, resolvi entrar na faculdade. E que curso fazer? Como fazia eventos em família e alguns profissionais, resolvi então fazer o curso superior de Tecnologia em Eventos. Ao longo do curso fui estagiária na Faculdade Estácio e ao término fui contratada para trabalhar no laboratório de Eventos da faculdade.

Trabalhando na Estácio e com facilidade maior para estudar utilizando os benefícios de bolsa, resolvi não parar mais. Fiz em seguida o MBA em Administração Estratégica. Depois cursei, ao mesmo tempo, o bacharelado de Publicidade e o MBA em Gestão da Qualidade em Gastronomia. Ao fazer este MBA passei a gostar ainda mais a culinária, ou melhor, a gastronomia. Queria mais, precisava aprender mais. Então em 2015, comecei a graduação em Gastronomia, o que se tornou minha paixão. Eu achava que sabia cozinhar. Mero engano. Muitas coisas que aprendi, tive que reaprender da forma correta. O que foi muito bom. Hoje sei tudo? Claro que não. Sei muito pouco ainda. Este é o grande estímulo e desafio para o gastrônomo. Nunca sabemos tudo, sempre tem algo novo a aprender, a inventar, a construir ou ainda descontruir. A gastronomia é uma verdadeira arte e nós cozinheiros somos os artistas à procura da perfeição que nunca é encontrada. Frustação? Não, claro que não. Ao contrário, realização e satisfação em sempre buscar mais... como todos sabem: conhecimento nunca é demais. 

Esta sou eu. Sempre em busca de novos desafios e projetos na vida. E agora recebi mais um, ser colunista deste site. 

Agora vocês já sabem quem eu sou e a partir de hoje estaremos juntos. Aqui eu postarei várias informações gastronômicas: conceitos, definições, a evolução e os personagens importantes na história da alimentação, termos mais usados na gastronomia, métodos de cocção, tipos de cortes de alimentos, técnicas básicas de cozinha, receitas etc. Enfim, através deste portal, eu repassarei um pouco do meu conhecimento a vocês e como disse anteriormente, eu não sei tudo, mas estou disposta e interessada sempre em aprender mais. 

Espero que tenham gostado do post. As dúvidas, críticas ou sugestões podem ser enviadas para o email nacozinhacomadriana@gmail.com.


Leia também