Blog do Tenchini

Queijo Serra da Estrela

Queijo Serra da Estrela

Para os amantes de queijos, o Serra da Estrela não pode ficar de fora de uma boa degustação.

É um dos mais antigos produzidos em Portugal, remonta à época dos romanos.  Sua história está ligada à história das povoações serranas, dos pastores e da vida na montanha.

É um queijo curado, de pasta semimole, amanteigada, branca ou ligeiramente amarelada. Produzido a partir do leite cru de ovelha da raça Bordaleira Serra da Estrela coalhado com flor do cardo (uma planta típica da região) e adicionado de sal.

O queijo é produzido na região demarcada da Serra da Estrela, elaborado apenas com leite cru proveniente de ovelhas de raça Bordaleira da Serra da Estrela ou Churra Mondegueira, alimentadas exclusivamente de pasto natural da região demarcada da Serra da Estrela. Ao leite apenas poderá ser adicionada a flor do cardo, que nasce na mesma região demarcada, e sal.

Após a ordenha das ovelhas, duas vezes ao dia, o leite é armazenado em um tanque refrigerado a 4ºC para conservação e evitar a contaminação. Na manhã seguinte, o leite é transportado para a queijaria, e é aquecido a cerca de 30°C. Atingida esta temperatura, é adicionado o sal e a flor do cardo moída. 

Após uma hora, o leite se transforma em coalhada e está pronto para o corte, que é feito com uma lira de corte para que se inicie a separação da massa e do soro. A massa é colocada em formas e em seguida o queijo é prensado durante cerca de 2 horas e retirado das formas.

É então levado para a maturação, permanecendo cerca de 20 dias a uma temperatura de 6°C e a uma humidade de 95%, sendo diariamente virado e lavado. Passado o primeiro período, o queijo é levado para uma segunda câmara de cura climatizada a 12°C onde fica de 15 a 20 dias para que termine a sua maturação. Também neste período é diariamente virado e frequentemente lavado.

O período total de maturação é de cerca de 40 dias. No caso do Queijo Serra da Estrela Velho, o processo de fabricação é igual, apenas variando o seu tempo de cura que será de no mínimo 120 dias. O moroso processo de maturação é a prova de que a paciência e o saber são aliados do sabor.

O Serra da Estrela possui a DOP - Denominação de Origem Protegida - uma certificação exigente, que garante a qualidade e autenticidade deste produto tradicional, de acordo com rigorosos requisitos. O leite e a queijaria certificada têm de cumprir rigorosas regras de salubridade, higiene e segurança alimentar. O queijo final é submetido a um painel de prova de especialistas que avalia o seu sabor, textura, aromas.

Ao abrir a parte de cima do queijo, formando uma espécie de tampa, você irá observar o interior que possui uma pasta amarela flexível e saborosa, com uma acidez suave e uma nota de morangos e tomilho.

É consumido acompanhado de marmelada. Sua cremosidade aliada a um sabor marcante o faz perfeito para passar nos pães, principalmente se estiver na companhia de um bom vinho português.

Então, boa degustação.

 


Leia também